A Instituição Exames Manual de Exames Postos de Coleta Informações Fale Conosco
Dúvidas frequentes na coleta de exames laboratoriais Home / Dúvidas frequentes na coleta de exames laboratoriais

Sempre existem dúvidas em relação à coleta de exames laboratoriais e os mesmos devem ser colhidos em condições bem definidas. O não cumprimento destas condições pode implicar em resultados alterados. Por esta razão, o laboratório científico reuniu as perguntas mais freqüentes feitas por seus pacientes.
Para qualquer dúvida ou sugestão, sempre utilize nosso atendimento para maiores esclarecimentos.

Exames de sangue devem ser colhidos sempre em jejum?
Nem todos os exames necessitam de jejum. O tempo de jejum pode variar entre 4 a 12 horas, de acordo com o exame. Exames como o hemograma, por exemplo, não necessitam de jejum.

Qualquer exame pode ser feito à tarde?
 Alguns não. Por exemplo, dosagens de Cortisol, Ferro, ACTH e TSH devem ser realizadas pela manhã, porque ocorrem variações durante o dia. Existem exceções, e algumas vezes a própria solicitação do médico pede a coleta em horários diversos.

Beber água interfere no jejum?
Não, mas a água deve ser tomada com moderação, pois o excesso interfere em alguns exames, como o de urina. A alimentação interfere nos resultados de colesterol e triglicérides. Por exemplo, uma pessoa com triglicérides elevadas, se ingerir uma dieta rígida nos dias anteriores à coleta do exame terá um resultado falsamente baixo. Já uma pessoa com triglicérides normais, mas que come uma feijoada no dia anterior à coleta, apresentará resultado falsamente elevado. Para a dosagem de triglicérides, você deve manter sua dieta habitual nos cinco dias que antecedem os exames. Dieta habitual é aquela que costumamos comer no dia-a dia. O ideal é não mudar a alimentação. É fundamental o jejum de 12 horas para a coleta de sangue, na dosagem de triglicérides e frações do colesterol.

Bebida alcoólica pode alterar os resultados dos exames?
Sim, em especial o de triglicérides. O uso de qualquer bebida alcoólica na véspera da coleta é suficiente para elevar seus níveis, alterando os resultados. O álcool também altera muitos outros exames, como colesterol e Gama GT, em intensidade variável. Por isso, o ideal é, antes da coleta dos exames, ficar pelo menos três dias sem ingerir qualquer bebida alcoólica.

Atividade física atrapalha nos exames de laboratório?
Alguns exames podem ter seus valores alterados pelo esforço físico. Os exames laboratoriais devem ser colhidos em condições bem definidas, que se costuma chamar de condições basais. Testes feitos após exercícios físicos terão, eventualmente, valores diferentes dos atualizados em condições normais.

Medicamentos interferem nos resultados dos exames?
Vários medicamentos podem interferir nos exames e, por esse motivo, o uso de medicamentos deve ser informado aos recepcionistas do laboratório. Por exemplo, medicamentos que contém ácido acetil salicílico (AAS, aspirina, melhoral, etc.), quando em altas doses, podem interferir nos exames de coagulação. A suspensão de qualquer medicamento antes da coleta dos exames só pode ser feita com autorização do médico.

Fumar antes de colher os exames causa alterações?
Sim, o fumo pode alterar vários exames; evite fumar no dia da coleta.

É possível fazer os exames com febre ou gripe?
Alguns exames são solicitados para diagnóstico da causa da febre e de outros sinais ou sintomas e servem para orienta o tratamento. Por outro lado, exames realizados para controle clínico, check-up, ou para acompanhamento de doenças não associadas ao quadro febril não devem ser realizados fora das condições normais de saúde. O ideal é consultar o médico antes de realizar exames nesta situação.

Como proceder para a coleta de exame de urina?
A urina coletada deve ser preferencialmente a primeira da manhã. Caso isso não ocorra, o ideal é permanecer cerca de 4 horas sem urinar, para depois realizar a coleta em frasco fornecido pelo laboratório. Recomenda-se higiene adequada, desprezar o primeiro jato, colhendo o material do jato intermediário. Levar imediatamente ao laboratório e, caso não seja possível, refrigerar e entregar até 2 horas depois da coleta.

Por que há orientação para desprezar o primeiro jato de urina?
 O primeiro jato de urina carrega células e secreção que podem estar presentes na uretra. Quando se avalia uma possível infecção urinária, é importante que o material examinado não esteja contaminado com material da uretra. Daí a necessidade de desprezar o primeiro jato e coletar o jato médio, ou seja, a urina que representa apenas o material que está na bexiga.

A menstruação interfere nos exames?
Nos exames de urina pode causar alteração, por isso o ideal é fazê-lo fora do período menstrual. Nos casos de urgência, a urina pode ser colhida, adotando-se dois cuidados: higienização na hora do exame e uso de tampão vaginal para evitar que o sangue menstrual contamine a urina. No caso dos exames de sangue, geralmente não há problemas, porém diversos hormônios variam com a fase do ciclo menstrual e portanto é importante que o médico saiba em que fase do ciclo ele foi realizado. Contrastes utilizados em exames de imagem interferem em exames de laboratório eventualmente podem interferir. Meios de contraste são substâncias de natureza diversa, utilizados em muitos exames de diagnóstico por imagem. Há grande diversidade de meios de contraste e cada exame utiliza volume de contraste variável. O ideal para evitar interferências é que a coleta no laboratório seja feita antes do uso do contraste.

Por que às vezes, após a coleta de sangue o local da punção fica roxo?
Isto se chama hematoma e ocorre pelo extravasamento de sangue para fora da veia. Pode ocorrer em pessoas com veias finas, profundas ou com pressão interna elevada; por uso de algum medicamento que altere a coagulação do sangue ou por compressão insuficiente no local da punção. O ideal nesses casos, é a aplicação de gelo no local, que pode ser feita três vezes ao dia e se mostra útil até 48 horas após o aparecimento do hematoma.

 
<< Voltar

 

Rua Bias Fortes, 556 - Rua Martins Alfenas, 1648 - Centro - Alfenas - MG | Fone: 35 3292-3130 / Fax: 35 3291-3314