A Instituição Exames Manual de Exames Postos de Coleta Informações Fale Conosco
Manual de Exames Home / Manual de Exames
Sinonímia: ACIDO CIANIDRICO
Material: Urina
Coleta: Urina recente de final de jornada de trabalho
Conservação: Até 5 dias refrigerado entre 2º e 8º C
Preparo do Paciente: Jejum nao Obrigatorio
Método: COLORIMETRICO (Metodologia in house)
Interferentes: Informar se é fumante.
Referência:
TIOCIANATO

METODO: COLORIMETRICO
(Metodologia in house)
RESULTADO:
VALORES DE REFERENCIA: ATE 4,0 MG/L (NAO FUMANTES)
ATE 17,0 MG/L (FUMANTES)
NOTA: A LEGISLACAO BRASILEIRA (NR-7) NAO ESTABELECE VALORES DE REFERENCIA OU IBMP PARA A DOSAGEM DE TIOCIANATO.
Comentário(s):
O acido cianídrico e seus sais são utilizados industrialmente. A principal ação destes compostos é provocada pelo íon cianeto (CN), que produz hipóxia, atuando a nível celular. No organismo, após absorção o CN poderá ser biotransformado no fígado a tiocianato, pela ação da rodanase. Este metabólito é excretado pela urina.
A dosagem do tiocianato é utilizada para monitorar exposição ocupacional aos compostos cianídricos, inorgânicos e orgânicos.
Os sintomas de intoxicação aguda são depressão do SNC, náusea, dor de cabeça, taquicardia, convulsão, depressão respiratória, cianose, apneia, coma e até mesmo a morte.
É importante notar que, indivíduos fumantes apresentam uma concentração plasmática de tiocianato mais elevada do que indivíduos não fumantes, devido à presença do ácido cianídrico no tabaco.
Os alimentos nabo, rábano, couve, alho, amêndoa, mandioca brava e outros causam aumento nos níveis de tiocianato.
As fontes de exposição ocupacional são: síntese química, processamento de plásticos e borracha, produção de cola, fertilizante, extração mineral, indústria de papel e celulose, indústria têxtil.
Alguns medicamentos como o nitroprussiato de sódio podem ser fonte de HCN3.
 << Voltar
Rua Bias Fortes, 556 - Rua Martins Alfenas, 1648 - Centro - Alfenas - MG | Fone: 35 3292-3130 / Fax: 35 3291-3314